POESIA EM PROSA

ser e tempo editar
Capa do livro ” Sein und Zeit” ( Ser e Tempo), de Martin Heidegger; filósofo alemão.

 

Se você se vê em tudo, significa que você sabe quem você é?

Ou só mostra o quão desesperado pela auto identificação você está?

Me vejo na criança de cabelos louros cacheados, em um velho solitário,

em um casal apaixonado, perdido na alma de um desalmado;

me vejo em todo lugar e em lugar nenhum,

vejo quem eu queria ser,

quem eu sou e quem eu era, até consigo ver minha sombra.

Mas ainda não sei quem sou eu.

Essa construção diária está me matando…

me sinto no começo de um livro de investigação,

tentada a ler a última página que soluciona o crime de vez;

não consigo mais esperar para saber quem eu vou ser no final disto tudo. 

Será que vou me orgulhar da mesma forma que me orgulho dos amores que carrego no peito?

Não saber é pior que saber, mas de qualquer forma eu tenho que ver as coisas com mais esperança,

vendo assim dizem que fica mais fácil encarar o medo.

Eu tenho esperança de que o que estou construindo hoje seja bom no futuro ou pelo menos sirva de lição,

que seja o empurrão que eu precisava.

Só não seja, por favor, uma perda de tempo, pois não posso viver sabendo que não estou

em constante transformação…

 

Stefanni Lira – 28/12/2018 – Campinas, SP – Brasil  “ A Poeta”

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s