XIII – XI – MMXV

 

 

 

 

hidalgo ed philippe
Crédito imagem: LePoint.fr –  “Prefeita de Paris, Anne Hidalgo e o Primeiro Ministro Francês, Édouard Philippe”

Há exatos três anos nesta mesma data, na França, ataques terroristas aconteciam durante a madrugada. Tiroteios e sangue dominavam o cenário da capital francesa, Paris. Dentro de uma sala de espetáculos onde jovens aproveitavam de sua noite de fim de semana junto aos seus amigos, amores, familiares; atiradores entraram na sala e transformaram um show de música em banho de sangue. No Stade de France, uma bomba foi explodida no exterior do mesmo, nas ruas, atiradores faziam vítimas aleatórias pela cidade, miravam e tiravam vidas de parisienses e turistas que aproveitavam aquela noite nas charmosas ruas da cidade da Luz.

Enquanto tudo isso acontecia, lá estava eu, num vilarejo remoto não muito distante da cidade de Lyon, dormindo. E durante a madrugada meu celular começou a pipocar de notificações e a cada minuto que se passava mais informações chegavam e o número de vítimas só aumentava. Voltar a dormir naquela noite era difícil, quase impossível, mas o pior de tudo foi acordar na manhã seguinte e perceber que de fato – aqueles acontecimentos bárbaros e violentos – não faziam parte de um sonho, era a mais pura e vívida realidade. Juntamente com o país inteiro eu acordei com um enorme vazio dentro do coração e uma profunda tristeza por causa dos ataques e do número de mortos e feridos que se atualizavam a cada instante na televisão.

Tristeza e incompreensão, medo e incertezas, esses eram os sentimentos que tomavam conta de mim; dormir em paz em um dia e acordar na manhã seguinte com o país inteiro em choque e banhado de sangue, não existe nada de mais horrível e detestável nesse mundo. Três anos depois e mesmo assim, cada vez que eu fecho os olhos e deixo-me carregar para aquela aurora vermelha de sangue, a tristeza me domina; sinto-me incompleto, como se tivesse perdido uma parte do meu ser, do meu “eu” naquela noite.

Em memória de todas as vítimas, familiares, amigos, parisienses, franceses, e de toda a juventude do mundo, expresso os meus sentimentos e pêsames mais sinceros e profundos!

À la memoire de tous ceux qui sont tombés le 13 novembre 2015, à leurs proches, à leurs familles, aux parisiense, et à toute la jeunesse du monde, j’exprime mes sentiments et condoléances les plus sincères et profondes!

 

J.G.P.A – 13/11/2018 – Americana, SP – Brasil

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s